Azerbaijo desde 1939.00

O Azerbaijo, conhecida como a Terra do Fogo, um emaranhado de contradies e contrastes. Nem Europa nem sia, uma mescla de antigos imprios, mas tambm uma nova nao que passou por uma extraordinria transformao nos anos 90 ps-soviticos, devastados pela guerra, para uma fase rica devido ao petrleo. Visto Obrigatrio

1 – Requisitos de entrada
O sistema de emissão de vistos eletrónicos para o Azerbaijão, fornecido pela Agência Estatal de Serviços Públicos e Inovações (ASAN) - Visa, lançou a possibilidade de se obter vistos para aquele país no portal www.evisa.gov.az. O visto deverá ser solicitado com pelo menos 3 dias úteis de antecedência em relação à data de chegada prevista e o documento de viagem do requerente deverá ser válido por pelo menos 6 meses após a data de expiração do visto.

2 – Vacinas
É aconselhável beber apenas água engarrafada ou filtrada e os viajantes deverão precaver-se contra os riscos de gastroenterite. Nos meses de Verão, registam-se alguns casos de malária em certas regiões, mas não na capital. No início da viagem deverá ser contratado um seguro médico com cobertura total de eventuais tratamentos médicos e de acidentes, incluindo a possibilidade de repatriamento. Em Baku, as clínicas estrangeiras encontram-se bem equipadas e dispõem da maior parte dos medicamentos necessários mas são muito dispendiosas (de 50 a 250 USD por consulta).

3 – Moeda
A divisa local é o Manat (AZN). Todos os pagamentos se efetuam em AZN. Contudo, USD e EUR poderão ser usados e trocados pela moeda local. Os cartões de crédito são em regra aceites como forma de pagamento, existindo uma boa rede de postos de levantamento de dinheiro recorrendo ao cartão de débito direto.

4 – Língua
O idioma oficial é o Azeri.

5 – Diferença horária
GMT/UTC +04

6 – Clima
O clima é húmido e ventoso. Invernos relativamente amenos mas com vento. Verão muito quente, em Baku (40º em Junho e Julho). Nas montanhas os Invernos são rigorosos.

Itinerrio

1º Dia – LISBOA ou PORTO / BAKU
Comparência no aeroporto 120 minutos antes da hora prevista para a partida. Formalidades de embarque e partida em voos regulares com destino a Baku, via uma cidade de ligação. Chegada a Baku, receção e transporte para o Hotel City Park 4* ou similar. Alojamento.

2º Dia – BAKU
Pequeno-almoço no hotel. De manhã, visita a pé da parte antiga de Baku incluindo “Icheri Sheher”, cidade medieval com as suas ruelas estreitas, caravancerais históricos e mesquitas. Visita ao Palácio dos Shirvanshah, do séc. XV, declarado Património Mundial da UNESCO. Veremos também o símbolo da cidade, a Torre da Donzela, do séc. XII, declarada Património Mundial da UNESCO, onde se pode admirar imponentes mansões dos magnatas do petróleo, construídas entre 1870-1914. Continuação pelo Beco dos Mártires, com vistas magnificas sobre a baía de Baku. De seguida, visita ao Museu de Tapetes e ao Centro Cultural heydar Aliyev, edifício desenhado por Zaha Hadid. Após a visita, regresso ao hotel. Alojamento.

3º Dia – BAKU / GOBUSTAN / BAKU
Após o pequeno-almoço no hotel partida ao longo da costa do Mar Cáspio até ao deserto vulcânico a sul de Baku, para nos dirigirmos para Gobustan, a 65 Km da capital. Gobustan é um verdadeiro museu ao ar livre, com pinturas e gravuras rupestres, declarado Património Mundial da UNESCO, e antigo assentamento do período do neolítico. Regresso a Baku e visita dos exteriores de impressionantes obras-primas da arquitetura, como o Palácio de Isamailiyya (gótico veneziano), a Filarmónica Nacional (renascimento e rococó), o Teatro de Ópera e Ballet (gótico moderno), o Palácio da Felicidade (gótico francês), passando pela rua Nizami, a Praça da Fontes e a marginal (Boulevard). Regresso ao hotel. À noite passeio na marginal, onde os locais gostam de passar o seu tempo. Alojamento.

4º Dia – BAKU / SHAMAKHI / SHEKI
Pequeno-almoço no hotel. De manhã, partida com destino a Sheki através das montanhas do Cáucaso. Paragem em Maraza para se visitar o Mausoléu de Diri Baba, local mencionado em vários tratados e memórias. São muitas as lendas e mitos relacionados com este local. A próxima paragem será na cidade histórica de Shamakhi, antiga capital de Shirvan, para se visitar a Mesquita de Juma, considerada a primeira mesquita no Cáucaso e que foi construída em 743. Almoço em restaurante. Continuação da viagem visitando a encantadora povoação de Lahij (se as condições meteorológicas assim o permitirem), famosa pelo seu artesanato em cobre. Lahij é um dos assentamentos mais antigos no Azerbaijão, na região de Ismayilli a uma altitude de 1.375 metros. Após a visita partida para a cidade de Shevi, cidade do noroeste do Azerbaijão, capital da província e que foi a capital cultural do Mundo Turco em 2016. Alojamento no Hotel Sheki Saray (4*) ou similar.

5º Dia – SHEKI / KISH / SHEKI / GANJA
Pequeno-almoço no hotel. De manhã, visita ao Palácio de verão dos Sheki Khans, com magníficos frescos, vitrais, museu e fortaleza. Contando ainda com azulejos decorativos e fontes. Visita ainda do Caravasaray de Sheki, monumento histórico do séc. XVIII, no período da antiga Rota da Seda. Seguimos para a aldeia de Kish para se visitar uma igreja de Albânia do Cáucaso, a mais antiga da região do Cáucaso, datada do séc. I, erigida no alto de um promontório, nos arredores de Sheki. Partida de Sheki para conhecer a segunda maior cidade do Azerbaijão, Ganja, fundada em 859, local de nascimento do mais famoso poeta do país, Nizami Ganjavi. Almoço em restaurante. De seguida, visita de Ganja com destaque para a Mesquita de Shah Abbas, construída em 1606, a igreja ortodoxa, o túmulo de Javad Khan, o Mausoléu de Nizami e a curiosa “Casa Garrafa” decorada com 50.000 garrafas de vidro. Alojamento no Hotel Vego (4*) ou similar.

6º Dia – GANJA / BAKU
Pequeno-almoço no hotel. De manhã, visita da escola dos aviadores espanhóis. Durante a Guerra Civil Espanhola mais de 500 jovens pilotos espanhóis treinaram na Escola Militar de Aviação Nº 20 da cidade de Ganja (1936-1939), na altura Kirovabad, através de um acordo entre o governo da República Espanhola e a USSR, no tempo de Estaline. Apesar da sua maioria ter regressado a Espanha, mais de 50 pilotos espanhóis ficaram no Azerbaijão lutando contra o fascismo. Muitos deles participaram na defesa dos poços de petróleo de Baku. Almoço em restaurante. Regresso a Baku e alojamento no Hotel City Park 4* ou similar.

7º Dia – BAKU / ABSHERON / BAKU
Pequeno-almoço no hotel. De manhã, partida rumo à Península de Absheron onde visitaremos Ateshgah, o “Templo da Chama Eterna”, construído no séc. XVIII para as orações dos Zoroastros que viajavam com caravanas comerciais através do Azerbaijão e que se encontra a sudoeste da povoação de Surakhani. De seguida, dirigimo-nos para Yanar Dag, para visitar a montanha de fogo famosa pela saída de gás natural, localizada em Mehemmedli. Veremos ainda a fortaleza medieval em Mardakan, que na época medieval fazia parte do sistema de defesa da península. Antes do regresso a Baku ainda se efetuará a visita de Villa Petrolea, construída pelos irmãos Nobel em 1882 durante o primeiro boom petrolífero no Azerbaijão. A casa-museu foi restaurada em 2008 e o primeiro museu da família fora da Suécia. Aqui estão reunidos objetos da vida quotidiana e de interior, utilizados pela família Nobel. Alojamento no hotel.

8º Dia – BAKU / LISBOA ou PORTO
De manhã cedo e em hora a indicar localmente transporte para o aeroporto. Formalidades de embarque e partida em voos regulares com destino a Lisboa ou Porto, via uma cidade de ligação. Chegada a meio da tarde.

FIM DA VIAGEM
 

Inclui:

Passagem aérea em classe económica para percurso Porto ou Lisboa / Cidade de Ligação / Baku e volta, em voos regulaes, com direito ao transporte de 20 Kg de bagagem (1 mala);

Transporte do aeroporto ao hotel e vice-versa;

Circuito em viaturas de turismo com ar-condicionado de acordo com o itinerário;

7 Noites de alojamento no Azerbaijão, nos hotéis indicados (4*) ou similares incluindo o pequeno-almoço;

3 Almoços;

1 Garrafa de água mineral por dia durante as visitas;

Todas as visitas mencionadas no itinerário, acompanhadas por guias locais falando espanhol;

Todas as entradas mencionadas no programa;

Todos os impostos aplicáveis;

Taxas de aeroporto e combustível;

Seguro Multiviagens PVFM Plus3K+COVID19 OT+CIV B.

No inclui:

Bebidas às refeições;

Gratificações (bagageiros, motorista, guia e restaurantes);

Despesas de carácter pessoal e tudo o que não esteja como incluído de forma expressa.

Visto de entrada no Azerbaijão (aproximadamente USD 45).

Notas:

Os valores apresentados poderão sofrer eventuais alterações em caso de significativas oscilações cambiais, de custos de combustível e/ou taxas.

Visto Obrigatório